quarta-feira, 27 de abril de 2011

Congresso Gaúcho de Hermenêutica Bíblica: o vegetarianismo em questão

Bandeiras, no Acampamento Farroupilha em Porto Alegre, 2010.


[Palestrante forasteiro] ... Então, o texto dá a entender que Adão era vegetariano. O costume de comer carne só se iniciou após a expulsão do Éden...

[Gaúcho 1, na plateia, olhando para um companheiro que está ao lado]: Bah, estás vendo, tchê? O problema todo é esse! Se ele tivesse arrumado um bom espeto e feito um baita churrasco com aquele maldita serpente nada disso teria acontecido!

[Gaúcho 2, em resposta] Bah, tchê, tu tens razão! Sabes que eu não tinha pensado nisso?

***

Um interlúdio sério:

Acho interessante pensar que as profecias de Isaías que apontam para uma era em que as feras pastarão junto com os animais herbívoros podem também apontar para o término do costume humano de comer carne. O derramamento de sangue só começou com a saída do Éden (justamente no momento da expulsão aparece a primeira evidência de animal morto: as peles utilizadas para a confecção das roupas) e, ao que parece, cessa com a instauração do novo céu e nova terra.


De minha parte, não sou vegetariano (só não como carne de boi). Não acho que haja qualquer defesa dessa prática na Bíblia. O livro de Daniel já foi citado em prol de uma dieta restritiva, afinal, o profeta e seus amigos se abstiveram de carne, comeram só legumes e ficaram mais fortes que todos. Contudo, é mais sensato entender que não comer carne era a maneira mais prática e segura para se evitar ingerir comida considerada impura segundo a Lei. Por outro lado, a prática de uma dieta vegetariana não é também condenável. Há pesquisas que indicam vantagens nutricionais, inclusive, quando se deixa de comer carne. E não há mandamento que ordene o consumo de carnes. Enfim, melhor que se respeitem as opções de carnívoros, carnívoros seletivos (como eu), vegetarianos, veganos etc. Assim penso.

***

No mesmo congresso, durante o intervalo para o café, quero dizer, para o chimarrão, um participante pergunta ao outro:
- Qual é tua igreja?
- Sou católico, mas não praticante.
- Sei... - Diz o outro exibindo uma vasta barriga - Tu és como eu, tchê... Eu sou vegetariano, mas não praticante.



2 comentários:

  1. Boa observação, Cesar. Não há fundamentação bíblica para defender ou condenar. Se Daniel só comeu verduras e legumes, Jesus Cristo e seus discípulos não tiveram medo de comer carne e peixe.
    É importante cuidarmos bem do nosso corpo. Mais ipmortante ainda é não fazer a Palavra dizer o que ela não diz!
    Um abraço,

    Pastor Lucas Albrecht
    Ulbra

    ResponderExcluir
  2. Estimado pastor Lucas Albrecht,

    Obrigado pela visita que me faz sentir honrado. Concordo de plena mente!

    Um abraço,
    Cesar

    ResponderExcluir