terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

O ser humano não foi criado para a perdição - Devocional de Sandro Sampaio

Ainda de férias do blog, transcrevo o devocional referente ao dia 27/02 no "Meditações para o dia a dia", da editora Vozes. O autor é Sandro B. Sampaio, de tradição presbiteriana.


"Vinde, abençoados por meu Pai! Tomai posse do reino preparado para vós desde a criação do mundo" (Mt 25,34)

O Reino de Deus já está preparado para todos aqueles que creram em Jesus e assumiram o projeto de Deus para o mundo, amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo.

A estes o juízo final não é algo aterrador, pavoroso, cinematográfico, é a conclusão natural de tudo o que o Criador preparou para o bem da raça humana.

Mas, isto não significa que toda a raça humana estará enquadrada na categoria de "abençoados por meu Pai". Lamentavelmente, há também outra categoria, a de "malditos" (Mt 25,41), que são aqueles que rejeitaram o amor a Deus e ao próximo, e escolheram rejeitar o projeto de Cristo para si mesmos.

Apesar destas palavras duras, uma realidade chama a atenção em Mt 25: quando Jesus fala dos salvos, Ele declara que o Céu ou o Reino de Deus estava preparado para estes seres humanos "desde a criação do mundo"; já quando fala dos perdidos diz que o inferno não foi, originalmente, preparado para os seres humanos, mas foi "preparado para o diabo e seus anjos".

Isto é muito consolador; mesmo em meio a palavras tão duras e definitivas, vemos que Deus preparou para todos os seres humanos a bem-aventurança. Ele não preparou, portanto, a perdição para nenhum de nós. Isto quer dizer que todos podemos ser salvos, basta aderirmos a Cristo e seu projeto. A perdição só é o destino daquela pessoa que, livre e definitivamente, rejeitar a Deus e a Cristo.

Com isto em mente, abracemos a Cristo e sua proposta e levemos esta mensagem de esperança ao maior número possível de pessoas: Verdadeiramente Deus ama a todos!

Obrigado, meu Deus, por teu grande amor, mesmo que eu não o mereça, quero dele me apropriar. Por Cristo, amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário